sábado, 4 julho, 2020
Capa » Cidade » Como as pessoas estão lidando com eventos: casamentos e aniversários adiados pelo coronavírus

Como as pessoas estão lidando com eventos: casamentos e aniversários adiados pelo coronavírus

Foram meses – em alguns casos, anos – planejando a festa de casamento. Mas a pandemia de coronavírus cancelou planos. São vários casais que estavam próximos do tão esperado dia do “sim” e tiveram que cancelar ou “encolher” a cerimônia. Diante do avanço da doença, opção tem sido reprogramar as atividades para outras datas

Imprevisibilidade. Essa foi uma das palavras que imperaram, recentemente, em relatórios, análises, artigos e matérias relacionadas à pandemia de Covid-19 e o efeito sem precedentes na economia e na mudança de hábitos de pessoas, empresas e países. A dica que dá àqueles que adiaram o casamento ou outras comemorações é que tentem remarcar o quanto antes. Ela prevê que os profissionais que atuam nesse tipo de cerimônia ficarão sobrecarregados a partir de junho. Por se tratar de um problema de saúde pública, os profissionais não têm cobrado pelo adiamento. Confira o depoimentos de alguns do profissionais do ramos de festas da cidade de Sacramento.

Carlos Antônio Pacheco (Buffett Pachecos e Eventos) – “ A maioria tem adiado as datas. Eu como profissional da área estou antecipando férias para os colaboradores e assim evitando demissão. Não tendo outras alternativas, optamos pelo fechamento temporário do salão.  A expectativa não é das melhores, levando em conta a situação financeira que o país irá atravessar e a incerteza das pessoas em relação ao futuro. Penso eu que gastos com festas ficarão para segundo plano.”

 

Marcelo de Paula (Dpaula Produções Profissional da Área Som e Iluminação) – O momento atual pegou todos os profissionais do mundo do entretenimento de surpresa. No meu caso tinha várias festas de aniversário e de casamento nos meses de Março, Abril, Maio, junho e julho. Algumas foram remarcadas a partir do mês de Setembro outras devido à crise não irão mais ser realizadas. O cenário é muito preocupante, até mesmo pelos investimentos em equipamentos realizados no início do ano, até porque pela expectativa antes da pandemia do CODIV 19 é de que seria um ano muito bom. Eu como profissional da área estou muito preocupado pois os números e especialistas dizem que talvez os eventos não voltem mais este ano. Eu espero que tudo isso passe e que pelo menos no segundo semestre tudo volte a se normalizar, esta é a esperança, porque a perca em valores é muito grande e a nossa área será a última a ser liberada para realização de eventos.

 

Guilherme Fonseca (Mimi Eventos e Buffett) – Na verdade não tenho muita expectativa, pois realmente vai ser muito difícil neste resto de ano, talvez até o ano que vem. Estima se que no Brasil mais de 20.000 casamentos foram cancelados ou adiados, imagina quantos deixarão de fazer um evento particular em virtude da crise? Mas ao mesmo tempo temos que ser otimista e buscar alternativas para este momento tão difícil, porquê acredito que o isolamento neste ínterim seja o meio mais rápido para logo ali na frente voltarmos a realizar o sonho de muitas pessoas!

 

Aline Melo (Maquiadora e Cabeleireira) – Todos os eventos (casamentos, aniversários, festas particulares) mês de, março, abril, maio foram cancelados, com isso um rombo nas agendas do salão! Pois sou maquiadora e cabeleireira! Isso é muito triste não só pra mim, mais para as pessoas que idealizaram aquele momento, aquele dia, já muitas coisas já pagas. Estou trabalhando, com os devidos cuidados, mais muito pouco! Rezo e peço a Deus para que tudo dê certo e possamos voltar a vida normal!

 

Fabiana Borges Barreto (Curral Eventos) – Fomos o primeiro setor a parar e provavelmente o último a voltar a funcionar. É um momento muito difícil para nós, proprietários de salão, como para todos os outros que fazem as festas acontecer, como buffet, garçons, decoradores, cerimonialistas além do próprio cliente, que planeja a data com antecedência, pensando nos detalhes, que terão que adiar seus sonhos. Não tivemos nenhum cancelamento por enquanto, foram todos agendados, mas também não tivemos nenhum agendamento novo. Algumas datas mais distantes estão aguardando, pois não sabemos quando será possível voltar, é uma situação de incertezas.
Estamos rezando e torcendo que tudo isso passe logo, e voltamos a nossa rotina normalmente.

 

Luiz Alberto Cerimonialista e produtor de eventos: “Precisei remarcar oito casamentos e quatro festas de 15 anos que seriam realizadas no primeiro semestre de 2020. “Foi bem difícil. Como é uma situação muito incerta, uma coisa totalmente nova, nós precisamos agir com cautela. Como os casamentos e 15 anos são planejados com antecedência, precisamos reagendar com todos os fornecedores e, principalmente, consolar os casais que lidaram com a frustração. Mas os casamentos religiosos ainda estão aguardando a liberação para reagendar novas datas. É o momento de pensar na coletividade. Conversamos de forma muito leve e buscamos a melhor alternativa para cada uma. Não estamos tendo cancelamentos por enquanto, apenas adiamento sem data definida. É tudo muito recente. As feridas ainda estão abertas. As pessoas estão assimilando o que aconteceu para depois se reprogramar. Mas que Deus nos proteja e tudo passe logo e voltemos normalmente.”

 

Toninho Bizinoto e Ronaldo Fedrigo (Orquidário Santo Antônio) – As pessoas estão ainda assustadas a cada dia recebo ligações de casais de noivos, mães de debutantes que estão adiando as celebrações. Por que como e do conhecimentos de todos se torna impossível a realização devido a pandemia, até mesmo alguns não tem ainda novas datas porquê e muito incerto quando tudo irá passar. Nós do orquidário estamos parados, pois não estamos tendo renda, não estamos vendendo, tudo sendo cancelada mês de março quanto eventos cancelados 3 casamentos e dois aniversários, no mês de abril todos cancelaram, maio e junho também já estão sendo cancelados. Se continuar por muito tempo esta situação todos ficaram em dificuldades, pois dependemos do nosso trabalho de festas para sobrevivermos. Temos rezado para essa situação passar logo e tudo voltar ao normal.

 

Fernanda Prado (Cabeleireira) Larissa Prado (Maquiagem) – (Studio Sisters)
“A maioria das pessoas que tiveram seus eventos adiados, ficaram de certa forma chateadas. Mas como tudo tem seu tempo, a maioria foram ou ainda serão remarcados. A nós, profissionais, cabe acatar as regras e decisões. Também colaborar com as normas de higiene. Rezar, torcer e confiar para que tudo isso passe o mais rápido possível. E em breve, poder contribuir com a realização dos sonhos dessas pessoas.

 

Erica Batista (Bolo e doces) – “Logo de início achei que ia entrar em pânico, como faço estoque de material, tinha acabado de fazer uma compra grande. As pessoas começaram a desmarcar tudo, cada mensagem, cada telefonema meu coração ficava mais apertado, só pensava nos boletos, apesar de tudo que está acontecendo nós temos um nome a zelar.
Rezei bastante, pedi proteção e estou me readaptando, enquanto fazia bolo e doces pra uma quantidade grande de pessoas, agora faço pra menos de 10.
Tenho fé que isso vai passar e vamos voltar a uma vida normal, sei que vai demorar mas acredito que Deus está fazendo o que é melhor pra todos nós!”

 

Adriana Rosa (Decoração – Detalhes e Criações) – Estamos vivendo um momento de muita preocupação diante dos recentes acontecimentos acerca do surgimento do novo CORONAVIRUS.   Com isso e todas essas mudanças o mercado de festas foi um dos mais atingidos Grande parte dos organizadores de eventos que possuíam eventos confirmados para as próximas semanas precisaram tomar decisões extremamente importantes e impactantes para esse ano.  Tive Muitos eventos cancelados, outros adiados ou sem previsão de acontecer (cogitando datas para somente o próximo ano) Percebemos, analisamos e estudamos os impactos, majoritariamente negativos, assim que o mercado entendeu um pouco melhor da seriedade do coronavírus, 3 cenários foram desenhados: cancelar o evento, adiar o evento e pivotar um novo modelo de evento. Sabemos que nenhum desses cenários nos dá uma posição de conforto, alguns nos dando mais calafrios do que outros, mas o mercado de eventos é um mercado imprevisível, dinâmico e nos faz afrontar os nossos medos. O cancelamento é o pior desses cenários. É o mesmo que você juntar todo o seu planejamento + relacionamento com fornecedores mais credibilidade com o cliente para quem você está organizando o evento e colocar no lixo. O adiamento de um evento dá a possibilidade de um breve respiro entre a data planejada e a nova a ser executada, mas traz por trás dessa decisão um jogo de cintura gigantesco com os fornecedores e os clientes.  Mas com a visão de apenas a ponta do iceberg, fica o questionamento: adiar até quando? Será que a nova data escolhida tudo terá se normalizado? Nós não sabemos quando tudo voltará ao normal e nem se o comportamento do mercado estará igual ao momento que tomamos essa decisão.  Uma série de questionamentos e muitos deles sem resposta. É tempo de colocar a mão na massa, estudar, conhecer e se reinventar para superar esse momento e criar uma ideia.

 

Tutuce Devoz Noivas e Festas – “Primeiramente diante de qualquer situação temos que ter calma e procurar o equilíbrio para podermos enfrentar o problema que todo mundo nunca passou junto! É um susto muito grande que tira qualquer sonho do eixo. Toda festa, casamento, formatura, debut, batizado… todos sabem tem uma certa programação e junto um sonho. De repente tudo parece desmoronar; envolvendo vários profissionais juntamente com um susto misturado com decepção.
Mas vamos contornando até a situação chegar ao normal; se Deus quiser! Depois de tudo será agendado uma nova data onde teremos que fazer nova programação!  Temos que nos cuidados e ser pacientes; só assim venceremos essa pandemia!!”

 

Vagas de Emprego

Comentários