Últimas Notícias
Capa / Cidade / Projeto da Secretaria da Cultura “ A Valorização de quem Fez História” Celebra os 100 anos de Pe. Antônio Borges de Souza

Projeto da Secretaria da Cultura “ A Valorização de quem Fez História” Celebra os 100 anos de Pe. Antônio Borges de Souza

A prefeitura municipal de Sacramento através da Secretaria de Cultura com o projeto “A Valorização de Quem fez História” que visa homenagear homens e mulheres que labor diário construíram sua história de vida junto a de nossa cidade, tendo por objetivo ainda reviver algum fato histórico vivido ou construído pelo homenageado.

Realizou no dia 07 de setembro dia do nascimento de Padre Antônio Borges missa e solenidade alusiva ao seu centenário no antigo Seminário do Santíssimo Redentor, hoje CAS (Centro de Assistência Social Pe. Antônio Borges de Souza) para celebrarmos o centenário do nascimento de Pe. Antônio. Na capela onde por inúmeras vezes celebrou a Eucaristia, se reuniu autoridades sacramentanas dentre elas o prefeito municipal Dr. Wesley De Santi de Melo secretários de cultura Luiz Carlos de Souza Júnior e da saúde Dr. Reginaldo Afonso dos Santos , familiares, amigos, oblato redentoristas, reis e rainhas do tijolinho, irmãs mensageiras do amor Divino.

No seminário estão compiladas a história e a memória de um grande homem sacramentano Pe. Antônio Borges de Souza, padre Borginho por todos conhecido.

O projeto “A Valorização de Quem fez História” em seu primeiro homenageado fomentou uma movimentação através de pesquisas, incentivando a pessoas a reviver momentos vividos, pesquisas, provocando, instigando a pessoas que o conviveram com Pe. Antônio a voltarem ao passado para relembrar momentos marcantes.

“Se hoje aqui estamos e porque alguém antes de nós fez acontecer”, ressaltou o diretor de cultura e idealizador do projeto Luiz Alberto Silva, que falou da importância de projeto “ aqui estamos mantendo viva a história de homens e mulheres que fazem parte de nossa história e que com passar tempo vão sendo esquecidas ou ficando desconhecidas pelas futuras gerações”, finalizou.

Representando a família de Padre Antônio Borges, a sobrinha e artista sacramentana Maria Crema Mendes ressaltou a figura do tio e o trabalho por ele realizado, já o professor e Rei do Tolinho Cacildo Manzan enalteceu alegria que era para crianças na época ajudar na construção daquela magnifica obra que vinha ser seminário, vendendo votos e sendo coroados reis e rainhas do tijolinho, ressaltando também o convívio de sua família com os redentoristas.   

Quem Foi Padre Antônio Borges de Souza?

Padre Antônio Borges de Souza nasceu na fazenda Borá, em Sacramento, no dia 7 de setembro de 1921. Filho de Claudionor Alves de Souza e Dulcina Borges de Souza passou pela primeira formação seminarística Seminário Santo Afonso em Aparecida – SP.

Desde o começo era um jovem piedoso, simples, humilde, discreto e cumpridor dos seus deveres com toda exatidão, a ponto de sempre ter sido considerado santo pelos companheiros.

Entrou para o noviciado em Pindamonhangaba, realizou os estudos de filosofia e teologia no Seminário Santa Terezinha de Tietê, em São Paulo, onde foi ordenado sacerdote por Dom José Carlos de Aguirre, Bispo de Sorocaba, em 1947.

Começou a vida apostólica como professor no Seminário Santo Afonso e em 1949 foi transferido para o Seminário São José, em Goiânia-GO. Sua existência foi uma constante alternância entre casas de formação da província, algumas paroquias onde foi pároco ou coadjutor, períodos de participação nas equipes missionarias e atuações nos Santuários de Trindade-GO e Aparecida – SP.

Entre suas tantas atividades não pode deixar de ser lembrada a Diretoria e construção do Seminário Santíssimo Redentor, no bairro do Rosário, em Sacramento, sua terra natal. Ele era, ao mesmo tempo, o responsável pela formação dos seminaristas, o arrecadador de recursos para a construção e o dirigente das obras. Com os rei e rainhas do tijolinho, projeto criado pelo sacerdote para angariar fundos para construção do seminário. Quando crianças vendiam à população bilhetes que valiam um tijolinho. Era, coroados um rei e uma rainha, àqueles que mais vendessem tijolinhos. Tudo isso além da intensa atividade missionaria nas capelas rurais da região.

Por alguns anos sua dedicação pastoral esteve centrada na construção do Reino de Deus na Diocese de Rubiataba-Mozarlândia.

Mesmo com tantas atividades pastorais, Padre Antônio Borges era homem de oração. Não era home de perder tempo. Além das orações próprias de um sacerdote, todo tempo livre que tinha corria para conversar com Jesus e com Maria. Todos os dias passava horas diante do Sacrário e rezava diariamente pelo menos doze terços.

Pe. Antônio, além de ter construído o seminário de Sacramento, ao longo de sua vida construiu 11 belas Igreja por onde passou, seis delas no estado de Goiás.

Viveu seus últimos anos em Trindade-GO, em 2007 celebrou 60 anos de ordenação presbiteral, aqui em Sacramento na Igreja Matriz hoje Basílica, onde corou a imagem da Padroeira da cidade.

Pe. Antônio Sofreu um acidente na escadaria da Igreja do Santíssimo Redentor no dia 21 de maio de 2011. Em Estado de coma, esteve na UTI do Hospital Neurológico de Goiânia até o dia 3 de junho do mesmo ano, quando faleceu aos 89 anos. Suas exéquias foram em Trindade e seu sepultamento na Igreja do Santíssimo Redentor, por ele construída.

Comentários