Últimas Notícias
Capa / Editorial / Crise 

Crise 

De acordo com estudiosos, a situação é de mudança social, a qual exige de pessoas e determinados grupos, equilíbrio e estabilidade emocional. O esforço de cada um deve ser vital, sem perder o direcionamento, focando sempre na mudança. 

 Toda crise é considerada pela maioria como perda, momento ruim, ou seja,  substituições e tolerância, se fazem necessárias e fundamentais. Essa não é a primeira crise e provavelmente não será a última. 

De efeitos variados, como qualquer crise, há quem sinta muito, há quem ache que seus efeitos são subjetivos, e há aqueles que não a sentem tanto. O momento nos faz repensar, refletir. Para muitos, as perdas são grandiosas, para outros o momento requer calma e não investimento no mercado, uma crise pode ser benéfica, e em alguns momentos desesperadora. 

A maneira qual a conduzimos poderá nos trazer à mente sobre o quanto somos vulneráveis, e dependentes. Para muitos a crise mostra muitos caminhos, para outros a redenção, e existe um outro grupo que resta somente lamentações. 

Deve você escolher seu grupo, o stress, a ação, reação e adaptação do novo tempo é algo que está dentro de cada ser humano, seja ele frágil ou forte, não importa, deverá sim prevalecer de qual maneira você irá enfrentá-la, com punhos fortes e erguidos ou deixando que o medo tome conta de suas escolhas. 

O fato é! Levamos uma vida curta e intensa, e, não devemos jamais dar margem para as lamentações, as soluções existem, mesmo que desfavoráveis e de difíceis decisões, mas nos momentos certos devem ser tomadas, para que não tenhamos consequências piores. 

E foi com a pandemia que ficaram evidenciadas as desigualdades, as políticas essenciais que deixavam o pobre “menos” vulnerável, foram retiradas de forma prejudicial ao menos favorecido. É tenebroso saber que um pais tão rico como este, onde 60% das riquezas do país se concentra não mão de apensas 10% da população. 

O mundo está vivenciando uma das maiores crises de todos os tempos, a multiplicidade de crises, seja no âmbito ambiental, social, econômico e climático, tudo isso potencializado pelo Covid-19, que só no Brasil matou mais de 500 mil pessoas e no mundo ultrapassamos os 4 milhões ou seja nosso país é responsável sozinho de quase 15% desse total em um universo de 195 países no mundo. 

A CRISE  que nos assola fez com que existisse uma ruptura no diálogo, a destruição de muitos representantes de classes fizeram com que a democracia fosse colocada em cheque, tornando o Brasil um país profundamente desigual e ainda mais vulnerável, e a Covid-19 evidenciou ainda mais o preconceito estrutural que a nação enfrenta desde seus primórdios, ou mesmo da sua descoberta.

Crise na verdade requer atitudes novas e ações inovadoras… 

Comentários