sábado, 4 julho, 2020
Capa » Editorial » Semana Santa e a fé dos cristãos

Semana Santa e a fé dos cristãos

Semana Santa, é a semana na qual os católicos usam pra fazer suas reflexões e orações em relação às dores de Jesus e Maria. Em muitas cidades pelo país os devotos fazem procissões, momento de devoção e penitencia, pois os católicos acreditam serem os dias que antecederam a morte de Cristo.

Tais pensamentos e devoção deveriam perdurar não somente nos dias de quaresma, mas sim o ano todo; o que o Senhor ensinou foi o amor ao próximo, fazer o bem sem olhar a quem, e tudo isso deveria ser realizado o ano todo e não tão somente nesses dias de devoção.

O que Deus espera de nós é harmonia, compaixão e amor, que vivamos num mundo de paz, onde o ser humano seja “responsável” pelo  seu próximo, onde os problemas causados pelas drogas sejam nosso problemas também, e devemos lutar contra esse mal tenebroso que assombram a vida de muitas famílias.

Família! É importantíssimo salientar a entidade familiar, ela é a base, a espinha dorsal de uma sociedade, se tal entidade vai mal, a sociedade em si entra em colapso.
Provocar melhorias seja na vida de quem for, é uma função daqueles que ajoelham para pedir perdão, saúde, paz, moradia e até mesmo uma melhor condição financeira; buscar por melhorias é uma condição humana.

Passou da hora de haver mudanças, não podemos aceitar um governo que da esmolas, mas sim que crie projetos que de sustentação e melhorias a condição humana, não podemos ser reféns do governo, o qual tem como base política um sistema de BOLSAS MIGALHAS.

As Sete Dores de Nossa Senhora

Primeira Dor – Profecia de Simeão: Simeão os abençoou e disse a Maria, sua mãe: Eis que este menino está destinado a ser ocasião de queda e elevação de muitos em Israel e sinal de contradição. Quanto a ti, uma espada te transpassará a alma (Lc 2,34-35). 1 Pai Nosso; 7 Ave Marias.

Segunda Dor – Fuga para o Egito: O anjo do Senhor apareceu em sonho a José e disse: Levanta, toma o menino e a mãe, foge para o Egito e fica lá até que te avise. Pois Herodes vai procurar o menino para matá-lo. Levantando-se, José tomou o menino e a mãe, e partiu para o Egito (Mt 2,13-14). 1 Pai Nosso; 7 Ave Marias.

Terceira Dor – Maria procura Jesus em Jerusalém: Acabados os dias da festa da Páscoa, quando voltaram, o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que os pais o percebessem. Pensando que estivesse na caravana, andaram o caminho de um dia e o procuraram entre parentes e conhecidos. E, não o achando, voltaram a Jerusalém à procura dele (Lc 2,43b-45). 1 Pai Nosso; 7 Ave Marias.

Quarta Dor – Jesus encontra a Sua Mãe no caminho do Calvário: Ao conduzir Jesus, lançaram mão de um certo Simão de Cirene, que vinha do campo, e o encarregaram de levar a cruz atrás de Jesus. Seguia-o uma grande multidão de povo e mulheres que batiam no peito e olamentavam (Lc 23,26-27). 1 Pai Nosso; 7 Ave Marias.

Quinta Dor – Maria ao pé da Cruz de Jesus: Junto à cruz de Jesus estava de pé sua Mãe, a irmã de sua Mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. Vendo a Mãe e, perto dela, o discípulo a quem amava, disse Jesus para a mãe: Mulher, eis aí o teu filho! Depois disse para o discípulo: Eis aí a tua Mãe! (Jo 19,15-27a). 1 Pai Nosso; 7 Ave Marias.

Sexta Dor – Maria recebe Jesus descido da Cruz: Chegada a tarde, porque era o dia da Preparação, isto é, a véspera de sábado, veio José de Arimatéia, entrou decidido na casa de Pilatos e pediu o corpo de Jesus. Pilatos, então, deu o cadáver a José, que retirou o corpo da cruz (Mc 15,42). 1 Pai Nosso; 7 Ave Marias.

Sétima Dor – Maria deposita Jesus no Sepulcro: Os discípulos tiraram o corpo de Jesus e envolveram em faixas de linho com aromas, conforme é o costume de sepultar dos judeus. Havia perto do local, onde fora crucificado, um jardim, e no jardim um sepulcro novo onde ninguém ainda fora depositado. Foi ali que puseram Jesus (Jo 19,40-42a). 1 Pai Nosso; 7 Ave Marias.

Carlos Antonio Rodrigues – Bananal

Vagas de Emprego

Comentários