Últimas Notícias
Capa / Fotos / Homenageada da Semana: Derly Silva Loyola
Homenageada da Semana: Derly Silva Loyola

Homenageada da Semana: Derly Silva Loyola

Derly Silva Loyola, natural de Mogi Mirim SP, filha do sacramentano Jazon Nicodemos da Silva e Milburges Finazzi Silva. Cursou o 1º e 2º grau no Colégio Imaculada Conceição em Mogi Mirim onde concluiu o curso de normalista. Concluiu os estudos de pianos, teoria musical-harmonia e orfeão no Conservatório Musical Carlos gomes na cidade de Campinas SP. Por 8 anos foi soprano do Coral Santa Cecilia em Mogi Mirim.

Em janeiro de 1959 casou-se com Ignácio Loyola vindo definitivamente morar em Sacramento. Com a juventude de suas filhas Ana Carolina e Juliana, frequentes no grupo de jovens da Matriz, fundou e dirigiu o “Coral Chapadão”. Durante algum tempo foi realização e alegria para muitos jovens.

A convite de dona Aracy Lopes Pavanelli iniciou seu magistério dando aulas no1º e 2º graus de educação artística na Escola estadual Cel. José Afonso de Almeida até aposentar-se em 1994.

Exercendo seus conhecimentos musicais, como voluntária tornou-se maestrina e fundou o Coral do Cerea (Centro de Recuperação do alcóolatra em 1975). Era recente o trabalho na comunidade e ali permaneceu por 31 anos. O grupo era formado por ex alcóolatras, instrumentistas e vozes sonoras. Conseguiram demonstrar que com efeito a música pode ser também uma grande ajuda na recuperação do vício.

Recebeu o título de cidadã sacramentana juntamente com sua irmã Iraci Silva Loyola outorgados pela Câmara Municipal de Sacramento em 03 e setembro de 1993. Já alguns anos recolhe litros de óleo para Ciju (Casa Infanto Juvenil), são aproximadas 60 pessoas que dom mensalmente o litro de óleo, a coleta é feita na primeira semana de cada mês nas respectivas residências.

Na inauguração do prédio próprio do Lar São Vicente Paulo (asilo para velhinhos) foi organizado o GAVE (grupo de amigos dos velhinhos). É um grupo de senhoras que se reúnem uma vez por mês com a finalidade e levarem fraldas geriátricas aos morados de lá.   

Adotou Sacramento como sua terra e procurou servir quando solicitada. Era seu costume no início de cada ano letivo escrever para cada classe no quadro negro “ A música é a rainha das artes, ela nos alegra, acalma, entusiasma, consola enfim, nos faz viver melhor”. 

Comentários