Últimas Notícias
Capa / Social / Homagem da Semana: Waldemar Zago
Homagem da Semana: Waldemar Zago

Homagem da Semana: Waldemar Zago

Waldemar Zago nascido aos 25 de agosto de 1939 em Guaxima, filho de descendentes italianos, Pacífico Zago e Adélia Tomain Zago, irmão de Tranquilo, Lourdes, José, Valdomiro, Natal, Ana, Ursolina, Teresinha e Osmar. Começou a trabalhar muito cedo, desde criança já auxiliava seu pai e irmãos mais velhos como candeeiro de carro de bois e nas plantações para sustento da família, à época todo o trabalho era manual do preparo da terra à colheita, tempos difíceis, muito frio no inverno,  acordavam muito cedo e não tinham roupas e calçados  suficientes para aquecê-los, com o passar dos anos, com muito esforço foi adquirindo máquinas pra facilitar o trabalho, mas  muito diferente da   tecnologia de hoje, o que admira muito pela evolução nesses anos todos.

Os estudos foram muito poucos, até o 4º ano primário com muito sacrifício, percorria o trajeto a cavalo, até chegar ao local, um rancho de capim e a luz de lamparinas, pois era a noite,  durante o dia tinha que trabalhar.

Casou-se em 21 de setembro de 1963, com Maria do Carmo Oliveira Zago (Mariquinha), 57 anos de matrimônio, dessa união nasceram os 09 filhos, Marlene, Rinaldo, Roberto (falecido), Marli, Reginaldo, Mauri (falecido), Mariluce, Márcia e Ricardo, 11 netos, 08 bisnetos e 01 tataraneto.

Sua vida sempre foi dedicada ao trabalho rural, com muitas dificuldades em algumas ocasiões mais obteve muita aprendizagem, adquiriu muita sabedoria em toda vida. Durante muitos anos manteve um time de futebol rural, Mateira Futebol Clube ao qual lhe rendeu muitas alegrias, momentos marcantes, muitas histórias vividas, tempos iniciais em que o transporte dos jogadores era feito de trator e carreta, depois passando a caminhão e carros, aos domingos sempre dedicava algumas horas ao futebol.

Teve um mandato de vereador na cidade de Conquista no período de 1989 a 1992.

Devido a sua fé e devoção a Santos Reis, cozinhou em inúmeras Festas de Reis em diversas localidades de nossa região, durante muitos anos, sempre acompanhado de sua esposa e várias pessoas que sempre o auxiliavam com muita dedicação e fé para fazerem grandes quantidades de comidas que eram servidas. Mantém a tradição de rezar o terço a Santo Antonio, seguindo o exemplo de sua mãe que o rezou durante vários anos, em agradecimento a uma graça alcançada.

 Em 2010 recebeu na Câmara Municipal de Sacramento a Comenda da Ordem do Mérito Legislativo Dr. Clemente Vieira de Araújo, de autoria do saudoso vereador Luiz Antonio Sinhoreli, homenagem que o deixou imensamente feliz.

Nunca quis se mudar pra cidade prefere a tranqüilidade da zona rural, seu reino encantado, ao barulho da vida urbana, ainda querendo trabalhar se assim, Deus e sua saúde os permitir. Mesmo com as dificuldades, perdas, mas também muitas conquistas, realizações e bênçãos continua sempre grato a Deus, pelo que Ele o emprestou na vida até hoje.

Comentários