sábado , 18 maio 2024

Homenageado da Semana: Joaquim Rosa Pinheiro

Joaquim Rosa Pinheiro nasceu em Sacramento no dia 02 de julho de 1957, filho de Francisco Pinheiro de Oliveira (em memória) e Ana Cândida de Oliveira (em memória), sendo o caçula de 4 irmãos: Joana, Tereza, Candida (em memória) e Maria Rosa.

Morou na comunidade de Sete Voltas até os 11 anos, onde foi alfabetizado pela mãe, Professora Ana Cândida. Quando retornou à cidade, completou o 4º ano primário na escola Afonso Pena, concluiu o ginásio na Escola Coronel e posteriormente, na Escola Maria Crema, cursou técnico em contabilidade.

Ao longo de sua vida, adquiriu experiência trabalhando em diversos locais, iniciando aos 12 anos como vendedor de picolés, na antiga sorveteria do Rosário do Senhor Gaspar e Baltazar. Também trabalhou como auxiliar de encanador com o Senhor Jaime Olivera, como balconista na Loja de Tecidos e Aviamentos do Senhor Orlando, além de empacotador nas Casas Pernambucanas, balconista no Supermercado Pirâmide e no escritório da Reflorestadora Sacramento (RESA).

Adquiriu o Armazém de Secos e Molhados Empório Central por volta dos anos 80, época em que foi extremamente atuante nos movimentos sociais da cidade como membro da Diretoria da Associação Comercial e do Clube Atlético Sacramentano, sendo também Presidente do Sacramento Clube.

Nessa mesma época, conheceu sua esposa Selma Bianchi, e após quatro anos de namoro, casaram-se em 1984. Fruto desse amor tiveram dois filhos: o primogênito Gregório, hoje casado com Tatiana e pais do primeiro netinho Gabriel, e o caçula Érico, hoje casado com Bruna e pais da pequena Cecilia, aguardando a chegada do terceiro neto, Joaquim.

Sua preocupação com o bem-estar da população atraiu o interesse dos partidos políticos da época, o que resultou em seu primeiro convite para ingressar na vida pública municipal como candidato a vice-prefeito nas eleições de 1988, junto com Dr. José Alberto Bernardes Borges. Foram vitoriosos naquela eleição, e Joaquim foi um vice-prefeito atuante, sempre preocupado em contribuir para o desenvolvimento do município. Junto com Dr. José Alberto, entregaram obras de grande importância estrutural para a cidade, como a Escola Silvia Vieira, a reforma da Gruta dos Palhares e a construção da Escola Sinhana Borges, entre outras.

Em 1992, Joaquim foi indicado pelo antigo PFL e candidatou-se pela primeira vez ao cargo principal do Executivo Municipal, tendo como vice Dr. José Carlos Rodrigues Borges, onde foram eleitos naquele pleito com 3.309 votos.

Seu primeiro mandato foi extremamente focado no atendimento às comunidades rurais, pois durante sua infância, morando na comunidade de Sete Voltas, ele conheceu as dificuldades daqueles que pretendiam dar continuidade aos estudos e moravam na zona rural. Assim, ele direcionou seus esforços principalmente para a reestruturação da educação, com a implantação do transporte escolar rural e a construção de novas escolas nas comunidades de Jaguarinha, Sete Voltas,  Quenta Sol, Desemboque, Divisa, Diogos e Caxambu, além de melhorias nas escolas já existentes. Foi também implantada a extensão de séries, proporcionando um melhor aprendizado aos jovens. Como resultado dessas ações, também houve a geração de novos empregos para professores, servidores em geral e motoristas, dando mais oportunidades aos moradores da zona rural.

Pensando no homem do campo, muitas melhorias ainda foram feitas, como a construção de novos postos de saúde, a implantação de consultórios dentários e o Programa Saúde da Família (PSF’s).

Na cidade, o desenvolvimento era visível, com obras estruturais e sociais de grande relevância, como a construção da Casa da Criança, a abertura de novas avenidas, a construção da Escola Tancredo Neves e de postos de saúde.

Efetuou reformas e a construções de moradias em diversos bairros para pessoas de baixa renda, assim como, também adquiriu o terreno onde hoje se situa o bairro Cajuru.

Todo o sistema operacional da Prefeitura Municipal foi reestruturado e modernizado, adquirindo os primeiros computadores e tornando o atendimento à população mais eficaz.

Naquele tempo, a reeleição não era permitida, e Joaquim voltou a candidatar-se pelo partido Democratas em 2004, sendo eleito com 7.608 votos e tendo como vice-prefeito Dr. Pedro Teodoro.

Assim como no primeiro mandato, seguiu priorizando as necessidades da população, direcionando as ações do governo para o desenvolvimento e progresso do município. Foram realizadas importantes obras, como a construção do Asilo São Vicente de Paula, do Lar Solidário e do Bosque do Ipê, além da doação de casas para famílias de baixa renda no bairro Jardim Primavera. Também foram executadas a pavimentação de diversas ruas e a abertura da Avenida Professora Ana Cândida, além da duplicação das avenidas Felipe Venites e Anibal Ferreira Candido.

Executou a construção de academias ao ar livre, onde eram realizadas as aulas do projeto academia viva, de sua criação, também construiu três novos postos de saúde, implantou novos PSF’s, e reformou o bloco cirúrgico da Santa Casa de Misericórdia, valorizando o atendimento a saúde da população.

No decorrer de todos os seus mandatos, houve uma real preocupação com a valorização do funcionalismo municipal, com a efetuação da recomposição salarial devida, a realização de concursos públicos e a contratação de planos de saúde.

Durante o governo do Prefeito Bruno Scalon Cordeiro, por dois anos, Joaquim ocupou o cargo de secretário do agronegócio, onde contribuiu mais uma vez com seu conhecimento na administração pública.

Hoje, Joaquim acredita que a influência positiva do homem na vida pública inspira as gerações futuras a seguirem o mesmo caminho, fortalecendo a continuidade do bem comum e dos princípios que regem uma sociedade civilizada.

Sobre Jornal É Notícia

O Jornal a serviço de Sacramento / WhatsApp: 34 9 8423-26 86

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *