sábado , 18 maio 2024

SECRETARIA DE SAÚDE AMPLIA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19

Secretaria Municipal de Saúde reforça a importância de se proteger contra a COVID-19 através da VACINAÇÃO. Está com a 2ª dose do esquema inicial atrasada ou já pode tomar a dose adicional? Coloque o seu cartão de vacinas em dia!

No dia 3 de maio (próxima quarta-feira), nossa equipe realiza a aplicação da D2 Coronavac para todas as pessoas, de qualquer faixa etária, que já tenha tomado a D1, mas que ainda estão com o esquema vacinal incompleto.

E já está disponível, em todas as Unidades de Saúde do município, a vacina bivalente para pessoas com 18 anos ou mais que tenham recebido ao menos duas doses de vacinas monovalentes como esquema primário ou que tenham recebido previamente qualquer vacina COVID-19 monovalente como dose de reforço.

Mas, fique atento! O intervalo mínimo recomendado para a aplicação do reforço com a vacina bivalente é de 4 meses a partir da última dose de qualquer vacina monovalente.

· O QUE SÃO VACINAS BIVALENTES?

Os imunizantes foram elaborados para oferecer uma proteção extra contra a ômicron e suas subvariantes.

Desde o início da pandemia, o coronavírus vem sofrendo mutações (o que é normal).

Atualmente, a variante que domina o mundo é a ômicron, que é bem diferente do vírus original.

As primeiras vacinas usadas no combate à pandemia, também chamadas de “monovalentes”, fornecem menos proteção frente à variante dominante.

Ainda assim, as vacinas monovalentes continuam sendo eficazes contra casos graves, óbitos e hospitalizações.

· PARA QUEM AS VACINAS BIVALENTES SÃO INDICADAS?

A Anvisa aprovou o imunizante para a população a partir de 12 anos de idade.

Elas são indicadas como dose de reforço e devem ser aplicadas a partir de três meses após a série primária de vacina ou reforço anterior.

Receberá o reforço com a bivalente quem já tiver concluído o esquema vacinal de duas doses com a vacina monovalente.

· AS VACINAS BIVALENTES JÁ ESTÃO DISPONÍVEIS NO BRASIL?

Sim e farão parte do plano de vacinação de 2023 divulgado pelo Ministério da Saúde.

O imunizante bivalente da Pfizer começará a ser usado no Brasil a partir de 27 de fevereiro.

O Ministério da Saúde informou que grupos mais expostos ao risco da doença, como idosos e profissionais de saúde, serão os primeiros a serem vacinados.

Vale lembrar que as vacinas bivalentes da Pfizer têm a tampa de cor cinza, enquanto a monovalente tem a tampa roxa.

· APROVAÇÃO PELA ANVISA

A nova versão da vacina foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em novembro de 2022.

Novo reforço: Na aprovação da Anvisa, a diretora Meiruze Freitas explicou que o objetivo do reforço com a vacina bivalente será:

Expandir a resposta imune específica à variante ômicron;

Melhorar a proteção da população.

Vacinas disponíveis continuam sendo importantes: Meiruze alertou que as pessoas não devem atrasar a vacinação com as doses de reforço atualmente disponíveis para esperar pela vacina bivalente.

O alerta foi voltado principalmente para os grupos de maior risco.

Segundo a diretora, “todas as vacinas de reforço aprovadas ajudam a melhorar a proteção contra casos graves e morte por Covid-19”.

A Pfizer, assim como a Anvisa, reforça que a vacina monovalente original continua sendo importante instrumento no combate à Covid-19.

Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura Municipal de Sacramento – Secretária de Saúde – ANVISA – G1

Sobre Jornal É Notícia

O Jornal a serviço de Sacramento / WhatsApp: 34 9 8423-26 86

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *